Andanças...



Andei por tantas ruas,
beijei muitas luas,
toquei almas, pintei sonhos...
Fui andante sem companhias.
Refiz-me, dia-após-dia.
Entoei a canção,
quebrei silêncios
e, nas cinzas frias me aqueci.
Enchendo-me de esperanças,
compreendi,
que havia terminado, o ciclo das minhas andanças.

Malu Silva


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Eu, nas entrelinhas - À FLOR DA PELE...

Eu, nas entrelinhas - O MELHOR DE MIM...

Eu, nas entrelinhas - ANÁLISE ÍNTIMA...