Alma inquieta...




Gosto dos momentos repletos de fatos. Fatos leves, delicados.
Acordo todos os dias para viver meu lado intenso.
Mergulho na imensidão do mundo e me vejo tocando infinitos, remexendo pensamentos, desbravando caminhos novos...
Tenho saído, constantemente à procura daquilo que faça florescer o que de melhor há em mim, mesmo que para isso eu tenha que desnudar a alma e sair, dançando nua, trilhas afora.
Eu tenho uma inquietude... um desassossego imenso que me aplaca sem que eu deseje.
Não gosto dos dias iguais.
Manhãs sempre idênticas causam um marasmo profundo e nada acrescentam.
Para mim cada alvorecer tem que trazer uma nuance antagônica ao dia anterior.
Quero VIDA!
Quero algo intenso que gire dentro de mim feito cataventos coloridos.
Preciso de sensações... sentimentos... emoções, temperos variados que me lembrem, a todo instante, que estou VIVA!

Malu Silva


Comentários

  1. O que posso eu acrescentar a esta maravilhosa prosa poética ?
    Apenas uma simples coisa, revejo-me nela totalmente.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom! Já são duas almas inquietas! Lindo fim de semana, amiga!

      Excluir
    2. Que bom! Já são duas almas inquietas! Lindo fim de semana, amiga!

      Excluir
  2. B




    Boa noite, Malu.
    Intensamente lindo.
    Viver fora da mesmice, esperando uma novidade é muito bom.
    Chato demais é quando não nos permitimos.
    Parabéns.
    Beijos na alma.

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Gosto quando você passa por aqui e deixa suas impressões...
Sempre que possível identifique-se para eu poder retornar!

Postagens mais visitadas deste blog

Eu, nas entrelinhas - À FLOR DA PELE...

Eu, nas entrelinhas - O MELHOR DE MIM...

Eu, nas entrelinhas - ANÁLISE ÍNTIMA...