Eu, nas entrelinhas - ANÁLISE ÍNTIMA...





Às vezes passamos horas analisando os momentos que já vivemos, cada um deles em toda sua extensão. Se fecharmos os olhos podemos sentir cada gosto, tocar cada gesto, visualizar cada cor.
Descobrimos o quanto são intensas nossas lembranças e o quanto nos ensinam os sonhos que passam por nossas noites, enquanto dormimos; daí percebemos que a vida não pára, nem mesmo durante o sono, porque nossa alma é totalmente livre e, voa em busca daquilo que não compreendemos nas horas em que estamos acordados.
Tantas sensações circundam nossos passos, algumas boas; outras más.
Mas o equilíbrio está justamente aí, entre o bem e o mal... entre a luz e a escuridão...
Entre a antítese de ser feliz nos espaços que abrigam a tristeza.
Viver! Poder executar, através do pensamento, cada ato, cada função corpórea, porque somos nós os invasores das nossas células; somos nós os responsáveis pelos nossos cânceres, não aqueles que necessitam de rádio ou quimioterapias, mas sim aqueles que necessitam das nossas aceitações, dos nossos próprios e íntimos combates.
Há um prazer muito grande, quase imensurável, em abrir os olhos, de manhã bem cedo e saber que coisas boas nos acontecerão... sentir cada parte mais omissa, nas fendas que acolhem o mal, que existem seres mágicos, participando dos nossos momentos, compartilhando das nossas fragilidades e desequilíbrios, sendo cúmplices da nossa sensibilidade.
E a essas pessoas não temos medo de revelar o que muitos acham banalidades...
Aprendamos sempre: Se amarmos as pessoas teremos vivido um sentimento pela metade, mas, se amarmos a alma de cada uma delas, esse amor será pleno e verdadeiro.


Que as pessoas que eu amo saibam: "metade de mim é amor e, a outra metade também".

Bem desse jeito, como diz a canção.

Malu Silva


Comentários

  1. Um belo texto! cite o autor poeta da canção, é de bom tom... O Osvaldo, poderá deparar com a sua citação e de seu Montenegro poético, poderá lhe sair gratidão!

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Gosto quando você passa por aqui e deixa suas impressões...
Sempre que possível identifique-se para eu poder retornar!

Postagens mais visitadas deste blog

Eu, nas entrelinhas - À FLOR DA PELE...

Eu, nas entrelinhas - O MELHOR DE MIM...