Postagens

Mostrando postagens de Julho, 2017

Eu, nas entrelinhas - ANÁLISE ÍNTIMA...

Imagem
Às vezes passamos horas analisando os momentos que já vivemos, cada um deles em toda sua extensão. Se fecharmos os olhos podemos sentir cada gosto, tocar cada gesto, visualizar cada cor. Descobrimos o quanto são intensas nossas lembranças e o quanto nos ensinam os sonhos que passam por nossas noites, enquanto dormimos; daí percebemos que a vida não pára, nem mesmo durante o sono, porque nossa alma é totalmente livre e, voa em busca daquilo que não compreendemos nas horas em que estamos acordados. Tantas sensações circundam nossos passos, algumas boas; outras más. Mas o equilíbrio está justamente aí, entre o bem e o mal... entre a luz e a escuridão... Entre a antítese de ser feliz nos espaços que abrigam a tristeza. Viver! Poder executar, através do pensamento, cada ato, cada função corpórea, porque somos nós os invasores das nossas células; somos nós os responsáveis pelos nossos cânceres, não aqueles que necessitam de rádio ou quimioterapias, mas sim aqueles que necessitam das nossas aceit…

Apenas sussurre...

Imagem
Meu amor, não fale alto! Apenas sussurre. Não me acorde! Deixa-me dormir, agora que estou agarrada à Lua. Meu corpo todo flutua! Não faça barulho! Sonho um sonho profundo! Venha ficar comigo... ficar no meu sonho... brincar no meu sonho... Venha sonhar comigo, mas não me acorde, porque é a mais prazerosa e única forma de estar contigo.
Malu Silva

Tardes de outono...

Imagem
Olho para o céu tingido de cores quentes que mescla, delicadamente, a amplidão sideral. E, se esse é o lugar que habita Deus, percebo que a visão que passa pelos meus olhos são verdadeiras digitais do Criador. É um momento fotográfico de luz e comunhão, onde a calma me invade, passeando pelo meu corpo e me mostrando a grandeza Divina... a obra gratuita que passa despercebida aos olhares de muitos,mas que aquece meus olhos, nas tardes de outono... e, por mais tumultuado que tenha sido meu dia, consigo achar o equilíbrio, somente por saber que no dia seguinte haverá o mesmo espetáculo, no final do dia, a minha espera e à espera de muitos que procuram por Paz.
Malu Silva

Momentos em preto e branco - UM PRESENTE EMBRULHADO EM CETIM...

Imagem
Para você estou guardando os momentos mais raros. Talvez momentos que jamais conseguirá tocar... Revelarei tudo o que aos outros tenho omitido: festas, alegrias... um anjo cheio de música e repleto de cor.
Quem sabe, talvez, mostre as minhas tristezas, covardias e desilusões... o desespero de não poder ser sempre sorrisos.
Para você a sensação dos abraços; a intensidade dos olhos; o conforto da presença, nem sempre cheia de calor...
Guardo para você a comunhão, a crença na humanidade... a VIDA... a FÉ! A união solitária dos que jamais se sentem só.
Para você o sol, mesmo em dias escuros; o céu que abriga mistérios que nunca desvendaremos, mas que sempre sonharemos...
Para você a emoção da FELICIDADE, mesmo que seja incompleta.
Dou-lhe LIBERDADE do AMAR e do AMOR se encantar...
O viver de uma paixão a envelhecer por toda a VIDA sem se importar com questões cronológicas.
O AMOR que estou guardando para enviar-lhe, com tantas outras coisas de mim, está fora do TEMPO, pois ele é a ponte entre o AG…

Correspondências quase diárias (Sensações atemporais)...(3)

Imagem
Em algum lugar de mim, 16 de agosto de 1970.

Confesso que tenho preferido meus dias solitários. A solidão, as ausências, o vazio e o silêncio são bálsamos para a minha alma ávida de buscas.
As manhãs correm tranquilas e brancas como a névoa límpida. Posso ouvir o som do meu sangue correndo por cada parte do meu corpo. O coração bate sereno, em compasso melodioso. Nunca soube tanto de mim como sei agora, neste momento em que todos se foram e eu fiquei aqui, por livre vontade, por escolha.
Vejo cada detalhe deste lugar que habito. Tateio paredes em Braille... descasco pinturas antigas... descubro retratos queridos... viajo em sincronia com o tempo e o espaço... flutuo!
Ah! Estas manhãs longas e agudas, sem ninguém por perto. Sem palavras... sem voz! Somente a canção transparente das minhas metáforas ou quem sabe aforismos.
Não economizo os sonhos, os desejos secretos, as vontades que não pude cumprir por pudor.
Eu fluo no vácuo absoluto em plena liberdade... em voos perfeitos.
Não sei onde vou…

Fragmentos - DOS SOSSEGOS INTERNOS...

Imagem
❝Gosto quando sei das coisas no meu coração. Dá-me uma paz tão sublime e infinita... traz-me um sossego que apazígua a alma e faz-se em mim uma alegria imensa.❞
Malu Silva

Correspondências quase diárias (Sensações atemporais...) (2)

Imagem
Em algum lugar de mim, 22 de setembro de 1943.


Mais um dia e eu aqui, lhe dizendo coisas. Hoje quero lhe falar da poesia dos dias. Como o pão e o café que me alimenta a boca pela manhã, paira uma poesia, a alimentar-me a alma. Entra, bela, faceira, formosa, pelos meus olhos... Desce-me às narinas, enrola-me como segunda pele, todo o corpo. Arranha-me o dorso. Tem mais fome, que a minha própria fome. Todo dia um Poema me possui. Dilui-me nas veias. Navega, vísceras, ossos, quaisquer vestígios de poros. Lança-se em mim, por mim, através de mim, azul e rosa, como as fases dos pincéis... Deixa-me a tez em tons pastéis. Rabisca-me flores, odores, sabores, luas, estrelas vias láteas inteiras... Cobre-me em manto. Cintila! Às vezes, opaca, brilha. É gérmen de trigo, punhados de centeio, a pura semolina, a fatia da letra que me sustenta a existência,por ser uma poesia, que nasce em mim, todos os dias. Todo dia uma poesia, ainda que em única e sucinta palavra para ser soprada como uma lufada de brisa, quase impercep…

Eu, nas entrelinhas - O MELHOR DE MIM...

Imagem
Não se engane com as minhas fragilidades.  Tenho muitas, mas elas me fazem forte. Em dias de solidão recolho-me, em mim, para manter-me firme e aguardar os dias de claridade, porque eles sempre chegam. E é dessa forma que consigo prosseguir, cheia de levezas, repleta de gentilezas... semeando delicadezas. Não me deixo esmorecer e, é quando estou mais vulnerável que o melhor de mim floresce, para que eu possa plenamente viver.
Malu Silva

Momentos em branco e preto - ÉS TU, MÚSICA E POESIA...

Imagem
Quanto estou contigo uma poesia inquietante e avassaladora invade-me e vai deslizando pelas minhas veias... transportando-se por todo ar. São tuas mãos que num entalhe preciso escrevem pelo meu corpo, através das palavras esquecidas em um mantra de amor no poente.
Quando estou contigo corre-me uma música doce a evidenciar ao mundo nosso encontro que materializa-se entre celos e harpas.
E, assim, invadimos e preenchemos todos os espaços vazios e nos pintamos, corpo e alma, com as cores particulares de nós dois.
As letras - um poema indefinido - são os movimentos dos nossos passos sem nos preocuparmos com qualquer direção...
A melodia - nossos sorrisos - voando absorta e leve, pelas amplidões de um universo indefinido, sem arco-iris ou horizontes, mas tão perfeito quanto o próprio paraíso.
Dentro de ti tons a construírem sinfonias inteiras... árias de amor... versos a espalharem ventanias de fogo.
Porque quando estou contigo, uma orquestra propaga mágicas notas e o poeta de ti sublinha as mais…

Tentativas...

Imagem
Tenho procurado coisas novas na minha vida. Tenho tentado recomeçar. Tenho suportado os dissabores e os momentos difíceis. Tenho lutado contra a solidão. Tenho vivido um dia de cada vez. Tenho feito poesias e depois me emocionado. Tenho consertado meu pranto com um riso ou dois. Tenho procurado sentido nas mínimas coisas... nos pequenos gestos... Tenho me esforçado para colocar os pés no chão. Tenho sonhado muito e sido feliz com meus afetos. Tenho desejado tanto e projetado meus sentimentos. E, com dificuldade, tenho mantido o equilíbrio. Tenho afastado os fantasmas que todos os seres humanos possuem. Enfim, tenho lutado para alcançar minha paz.
Malu Silva

Veleiro...

Imagem
Vou viajar... Velejar entre os mares, Colocar os pés nos portos, Cheirar os peixes, Beijar as gaivotas. Direi adeus às lembranças, Mas serei feliz.
Vou viajar... Fazer grandes malas. Voarei pelas janelas da sala Pra conseguir pousar nos cais.
Vou viajar... Brincar de fada, Subir na montanha encantada E, no vulcão, mergulharei minhas mãos.
Vou viajar... Pelo sideral, Pelo infinito, Em sonhos astrais... E, na minha viagem, Deixarei cair meu ser carente Sobre teu ser, Nessa viagem Que hei de fazer...
Malu Silva

Eu, nas entrelinhas - À FLOR DA PELE...

Imagem
Custa-me aceitar que a VIDA tem seus dias difíceis. Mais ainda que temos que ser fortes, sempre fortes para passar esses dias ásperos e, muitas vezes, sem perspectivas. A todo instante nos dizem que devemos ser felizes, que essa tal felicidade está dentro de nós, mas quando o "nós" está tão desgastado, o que fazemos para conseguir ver essa alegria que deveria ser nata, mas não é? A cada dia que passa aprendo que é vital não guardar mágoas, porém mais vital ainda manter o coração um tanto racional. Faz tempo que meu coração não se derrete em ternuras, pois já foi machucado demais. E creio que, no momento, essa situação seja irreversível! Meu pavio tem andado bem curto, ultimamente! Há que se silenciar, por vezes... esperar a LEVEZA voltar!
Malu Silva

Fragmentos - CONFIANÇA...

Imagem
❝Nada mais justo e correto - acreditarmos, antes de tudo, em nós mesmos e naquilo que somos capazes de realizar...❞
Malu Silva

Meditação pelo firmamento...

Imagem
Deixo solto o frouxo corpo a levitar a alma calma que dentro de mim vem brincar. Banho em perfume o lume dos olhos mansos de encanto a mirar o vento cálido do meu sonhar. A boca, lavo em vinho e seco no linho branco os prantos brandos do meu pensamento a brilhar. Calço meus pés descalços no asfalto negro e corto o veneno que corre lento nos sulcos dos pulsos que docemente voltam a irrigar a vida que estava parada nos sonhos espectrais em algum lugar do firmamento ao qual pertenço.
Malu Silva


Fragmentos - PARTIDA...

Imagem
❝Hoje parto! Parto de dentro de mim, do canto triste da minha alma. Preciso voar... Ouvir outros pássaros cantando.❞

Malu Silva

Correspondências quase diárias (Sensações atemporais)...(1)

Imagem
Em algum lugar de mim, 01 de outubro de 1952.

Bom dia! Boa Tarde! Boa noite!
Há que momento lerá minha missiva, quase sempre profusa? Hoje pensei em Mercúrio. Ele era o mensageiro dos deuses. Se estivesse aqui, talvez pudesse enviar-lhe minhas correspondências com mais presteza. Estas palavras que se arrastam até você para que eu me faça presente e não me deixe morrer em si. Escrevo-lhe de forma ansiosa e prolixa, mas com honestidade e coragem, mesmo sabendo que não me compreenda, talvez. Sei que tem certa curiosidade em descobrir por que decidi ser viajante do tempo, mas esta foi a forma mais eficaz de não me comprometer nem comigo e nem consigo... apenas deixar fluir esta torrente de ideias e desejos... de sobrevivência... Cheguei a um ponto da minha vida que para consertar certas coisas é quase impossível! Admitir certos tropeços é insano e também porque não resolveria muita coisa. Passado é uma coisa que devemos deixar bem longe de nós! Sabe, tenho convivido muito com pessoas enfermas. Já se …

Momentos em branco e preto - TEU ROSTO...

Imagem
❝Vislumbrei teu rosto em meio a uma PAZ profunda...❞ 
Malu Silva

Tempo passado é tempo vivido e ponto...

Imagem
O tempo que passou, passou... os sonhos que se perderam não importam mais, pois há espaço para novos outros florescerem... Viva o hoje! Aqueça-se no sol que foi dado logo pela manhã a você. A lua é pretérito da noite que também já passou, mas por outro lado, é possibilidade de ser o futuro da nova noite que vem, afinal todas as noites e dias vem e vão, dançando entre os mais diversos relógios. E, diante de tudo isso, seu compromisso é renascer a todo instante e preencher os seus dias de amoré e felicidade, para que a caminhada seja suave e cheia de realizações. PLENITUDE é um estado de ALMA. Só se vive plenamente quem tem os olhos voltados para a LUZ DIVINA!!!
Malu Silva

Fragmentos - PENSAMENTOS...

Imagem
❝Penso, às vezes, que meus pensamentos sejam todos tolos e que não passam de magias ou quimeras, mas são eles que enternecem a minha vida e tornam meus dias menos dolorosos e mais poéticos...❞
Malu Silva

As cores que não vejo...

Imagem
Do mar o azul Das nuvens o branco Da clorofila o verde Do peito, às vezes, o pranto.
Das alfazemas os lilases Da maçã o vermelho Da rosa a cor da pérola Do olhar, somente, o reflexo no espelho.
Da brisa a cor sem cor Do vinho o roxo tinto Do sol o dourado Da lua, o muito, que sinto.
Pinceladas pastéis Espatuladas a granel Quadro antigo, com todas as tintas Aquarela transparente Que revela as cores que não vejo... Nuances não tão óbvias, assim.

Malu Silva

Queria que fosse você...

Imagem
Queria que fosse você O leitor do meu primeiro verso... E que soubesse de todas as minhas poesias.
Queria que fosse você O único a saber sobre tudo o que passa por mim, porque, na maioria das vezes sou só sentimentos... Queria que fosse você O jardineiro da minha memória, O detentor das minhas alquimias. Queria que fosse você o anjo dos meus sonhos e que pudesse colar os cacos que sobram das minhas noites. Queria que fosse você Homem ou semi-deus, a me dar alento nos dias em que sou puramente solidão...
Malu Silva

My romance - QUE SE CUMPRA O DESEJO DO TEMPO...

Imagem
Será que um dia teremos a oportunidade de falarmos sobre as nossas marcas? Aquelas que a boca deixa docemente no corpo... as manchas nossas perdidas no tempo, nos lençóis em desalinhos, pela noite inteira em que haveremos de nos tocar? Será que n'algum instante poderei lhe sussurrar, entre a nuca e o ouvido, uma melodia de sentimentos espalhados por toda a extensão da minha pele e, declarar os infinitos versos de todos os poetas, juntando todas as poesias em um delicado ramalhete de palavras que só se traduzem por gestos?

Será que haverá tempo para nos olharmos nos olhos e através das nossas íris sabermos o quanto nos desejamos sem precisar de uma única sílaba?
Será que por um momento nossas mãos se tocarão, nem que seja sutilmente, nas extremidades dos dedos, revelando um ao outro todos os seus íntimos segredos?
Será que um dia a ausência se dissipará e tornará o vazio da solidão em sublime presença?
Será que haverá um tempo em que seremos nós - eu e você?
Malu Silva

Fragmentos - SER, ESTAR, PERMANECER...

Imagem
Sou a busca constante de mim... Sou começo, sou meio, sem a preocupação de se ter um fim. Sou música, arte, poesia...  Sou a oração, o amor, a fé e a esperança... Sou um sopro de purpurina.  Sou mulher e sou menina.  Sou apenas um SER!
Malu Silva



Oferenda...

Imagem
Não tenho nada para dar-te Somente meu corpo sobre o leito A envolver-te, num cobertor de estrelas. As mãos quentes a tocar-te o rosto, Quando o frio invadir-te. A palpitação de um peito feliz... Os arrepios... O brilho... O sorriso aberto... Ainda tenho, se quiseres, Um sentimento incerto, Que nem mesmo eu consigo definir. Mas estes são os nadas que entrego-te Nestes instantes em que as amálgamas nos prende Pelos pensamentos que singram pelo horizonte inteiro, O qual também ofereço-te, Dentro do nada de mim... Afinal, o amor é feito do inexplicável vazio E do absoluto desconhecido.
Malu Silva

Mensagem do dia - A NECESSIDADE DE ESPAÇOS VAZIOS...

Imagem
É preciso sonhar. Criar espaços dentro de nós; abrir janelas para vermos flores, vales, montanhas. Deixar sair de nós, para uma linda viagem, o nosso coração. É necessário que, além de tudo, tenhamos um espaço para caminhar à toa... a esmo... e, brincar! A todo instante, brincar...
❥❥❥❥ Malu Silva ❥❥❥❥